Pets são muito utilizados na terapia com crianças autistas. Mas será que eles podem ser autistas? De acordo com alguns cientistas, sim. Leia a matéria e tire suas dúvidas!

O autismo é muito raro em cães e gatos e alguns cientistas ainda duvidam da condição estar presente em caninos. Os pesquisadores estão de fato buscando respostas para a pergunta: “animais podem ter autismo”? Sabe-se que alguns pets apresentam sintomas típicos do autismo no ser humano, por isso a correlação.

Causas do autismo

O Autismo no pet é de origem ambiental-social, mas pode ser uma condição genética, por isso pode ser herdada de um dos pais ou um parente.

Alguns pesquisadores estão trabalhando em uma teoria segundo a qual o autismo no cão pode ser causada pela falta de espelhamento neurônios no cérebro. No entanto, esta é uma condição que é congênita. Os pets não podem tornar-se subitamente autistas, nascem com autismo.

Há estudos que associam a ocorrência de autismo em cães com os pais que foram expostos a diferentes toxinas e vacinas desnecessárias .


Transtorno Compulsivo

Alguns animais apresentam comportamento “compulsivo “, que envolve ações repetitivas, como perseguir o rabo, mordendo partes de seu próprio corpo, e chupando cobertores. Animais que sofrem com TCC pode fatalmente ferir-se. Além disso, tais comportamentos podem levar o dono do animal a considerar a eutanásia .Por estas razões, os pesquisadores consideram a doença grave e com risco de vida.

Ligações entre Autismo e TCC

Pesquisadores vem ligações entre TCC e autismo, em que o transtorno do espectro do autismo inclui comportamentos repetitivos. Além disso, a pesquisa constatou que os seres humanos e os pets podem compartilhar um gene comum para transtorno obsessivo-compulsivo . Se confirmada, essa informação é susceptível de ajudar os cientistas a compreender mais sobre a doença em seres humanos, bem como melhorar o diagnóstico, intervenção e tratamento.

Sintomas

Cães e gatos com autismo podem não exibir quaisquer sintomas ou os sintomas são muito sutis e difíceis de serem reconhecidos. Os principais sintomas do autismo  nos pets incluem:

  1. Interação disfuncional com outros pets ou proprietário
  2. Comportamento restrito. Como os humanos autistas, pets autistas  limitam-se a realizar apenas algumas atividades, evitando novos movimentos e jogos
  3. Ações repetitivas. Pets com autismo tendem a ter uma rotina ou apresentarem sintomas de compulsão.
  4. Apatia e incapacidade de se comunicar alegria, medo ou outros sentimentos
  5. A falta de atividade , mesmo se a raça é um cão de alta energia
Alguns donos de cães  que supostamente têm autismo dizem que os cães organizam os brinquedos de acordo com seu tamanho, cores e formas. Estes sintomas devem estar presentes desde muito cedo, ainda filhotinhos, o cachorro pode não ser capaz de interagir adequadamente com seus irmãos ou mãe. Um filhote de cachorro com autismo podem apresentar falta de interesse em alimentos ou brincadeiras.
Lidar com um pet com autismo
 Determinar se um pet tem autismo é muito difícil, já que alguns não apresentam qualquer comportamento específico. No entanto, se houver suspeita de que o pet tem autismo, você deve prestar atenção especial a ele e tentar ajudá-lo.
  • Pet com autismo deve ser ajudado a se adaptar a novas situações e  deve se evitar mudanças na sua rotina, principalmente mudança de proprietários ou casas.
  • É importante para manter o cronograma do seu pet aproximadamente inalterado e não mudar os móveis ou caixote/casa do cão, para que seu animal de estimação se sente confortável em lugares que são familiares.
Autismo no pet não deve ser considerada uma doença. Mesmo que pet com autismo não demonstrem carinho ou anseio por carinho, você deve oferecer-lhe carinho. Seu pet também pode se beneficiar do aconselhamento de um psicólogo animal , que pode ajudá-lo a tornar-se mais aberto e cooperativo. Fizemos uma matéria especial sobre psicologia animal. 
Não há cura conhecida para o autismo nos pets.

 

Fontes: 

https://www.vetinfo.com/dog-autism.html

Abnormal repetitive behaviors in dogs and cats:
a guide for practitioners. (2014) 
em: Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice